Vou me despedindo de ti aos poucos
As palavras que começam a falhar
As conversas a dispersar
Os momentos a moldarem-se em lembranças
Vou me despedindo de ti aos poucos
A força que começa a esmorecer
A espera a cessar
Os sonhos a transformarem-se em ilusoes
Vou me despedindo de ti aos poucos
Embrulho nossos planos em cetim
Que acaricio quando aperta a saudade
E neles adormeço quando o dia chega ao fim

Comentários

Mensagens populares deste blogue