Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2017
Imagem
O que mais dói é a ausência.
Persiste o conforto de te ter conhecido
e de te conhecer.
Persiste o carinho de te recordar.
Persiste o aconchego de saber que existes e que estás bem, mesmo que eu não esteja
Persiste a lembrança do teu sorriso, dos teus olhos bonitos, do teu abraço perfeito e do teu beijo espAcial.
Persiste a saudade.
Persiste o calor.
Persiste a vontade.
Persistes Tu!
O meu primeiro pensamento do dia ao acordar
e o último ao adormecer.
A ti agradeço...
Os tantos sorrisos vestidos no rosto, as tantas alegrias vividas, os sonhos concebidos, a felicidade sentida!...
Por tudo isso, desejo, que possas viver todos esses sorrisos, alegrias e sonhos que me proporcionaste.
Imagem
Amores, desamores
Paixões perdidas
No tempo
Aniquiladas
Rasgadas do peito
Dor reprimida
Que se divide
Entre raiva e carinho
Repulsa e desejo
Desprezo e saudade
Ódio e amor
Permanece o pulsar
A lembrança
A esperança
A Fé
Coração embalado
Como que dançando
ao toque do piano
Sons melodiosos,
batidas de dois corações..
Imagem
Não basta..
Não basta querer-te
É necessário
Querer-te todos os dias
como se fosse o último
Fazer de cada reencontro
um recomeço
Ouvir-te,
não somente escutar-te,
como se tua voz fosse
a mais bela das melodias
Tocar-te
como se tua pele
fosse seda
Não basta..
Ser só mais um dia
Será sempre necessário...
Transformar cada um dos dias
numa singela eternidade!
Imagem
Comecei a amar-te
Mesmo antes de te conhecer
Amar-te-ei mais ainda
No dia em que te deixar partir
Amor que é amor
não prende!
Amor que é amor
liberta!
Deixa livre para amar,
para vencer,
para perdoar
Amor que é amor
Não obriga
Deixa livre para escolher
se quer voltar
Pássaro solto no tempo,
no espaço,
que escolhe onde quer pousar!
Imagem
Deixei partir
Contra minha vontade
Buscando todas as forças
Nada mais resta
Somente o vazio!
Mas em tudo sobra
Em tudo sempre mais
Um amor ainda maior
A mesma paixão
A mesma intensidade
O mesmo desejo!
Deixei partir
Devastada
No entanto, e a cada dia,
Sentimento que renasce,
se multiplica
Como se vida própria tivesse!
Que se alimenta e sobrevive
Da dor,
da perda,
da saudade
de um sonho que morre!
Rasga o peito
Como um punhal
Num acto de sadismo
Ou puro masoquismo!...
Deixei partir
E ainda assim,
Vivo, dentro de mim,
Tocando notas de violoncelo
Cantando palavras doces
Me embala num canto profundo
Deixando-me entregue à sua melodia!
Imagem
Seguros nos envolvemos na imensidão dos nossos corpos.
Tudo em volta nos transcende.
Somos isentos a qualquer infortúnio.
Nada mais interessa senão nós dois.
E assim nos entregamos.
Nada mais importa.
Nada mais significa.
Apenas e somente dois corpos  que se fundem  e se tornam um!
Solidificando aquilo que de mais puro,  mais real,  mais intenso, representa a essência de viver:
o Amor!
Aquele que ninguém vê,
ninguém explica,  e somente,
raramente,  excepcionalmente,  gloriosamente,  Alguns sentem!
Imagem
A Ti, em especial!
Neste Natal,
Desejo o melhor do Mundo!
O melhor do teu Mundo e o melhor do Meu!
E que algures, de alguma forma e em algum tempo, os nossos Mundos se cruzem!
A Ti, em especial!
Neste Natal,
Desejo que todos os teus dias sejam
de Calor e Calma,
de Brilho e Cor,
de Paz e Amor,
de Alegria e Força,
de Ânimo e Coragem!
A Ti, em especial!
Neste Natal,
Desejo que a tua Vida seja tão bonita e doce, quanto meu Mundo é Contigo!
Imagem
Adoro-te
Pelo que és
Amo-te
Pelo que em mim crias
Vivo-te
Pelo que te sinto
Desejo-te
a cada toque
A cada abraço
Te pertenço
Repulso-te
Por existires
Pelo ar que respiras
e que não é o meu
Cada pensamento
que não me envolve
Cada passo teu
que não percorro
Cada sonho
que não me pertence
Porque em mim moras
Em mim vives!
Imagem
Por entre as árvores caminho
Nua, descalça
Terra molhada, folhas e espinhos
As silvas trespassam a pele
Maléficas, cruéis
Nao dói
Os pensamentos assim não permitem
Apenas sigo o trajecto
Lágrimas que escorrem do rosto
Misturam-se com o sangue da pele
No ar o odor das folhas
É abafado pelo cheiro de carne crua
Nenhuma vida se avista
Somente a solidão impera
E nesse silêncio sigo
Ninguém me ouve
Só o mais bravo me vê
E o mais puro me sente
Imagem
Não te percas de mim
Te encontrarei
em qualquer lugar
Nas estrelas do Céu
Nas ondas do mar
Nas flores de todas as cores
Nos pássaros que voam
Na brisa que corre
Em cada fragrância no ar
Te encontrarei
em cada pormenor
Na areia fina
Na aspereza da calçada
Na doçura de cada gota de orvalho
Te encontrarei
Em todas as sensações
Humanas, divinas e sobrenaturais
Não te percas de mim
Porque tudo farei
Para no meu caminho te encontrar
Imagem
És o meu vício
Como aquele último cigarro aceso
Que não esqueço
Mesmo não te tendo
Relembro
Aquele momento a dois
Em que te seguro por entre os dedos
E te sorvo
Aí sim, aí
Somos só tu e eu
Mas logo te expulso
Vejo-te afastar
Não sossego
enquanto não te beijo novamente
Uma vez mais
Um pouco de ti em mim
És como um vício
Que apodrece, mas procuro
Queima, maltrata, consciente
Gosto amargo que
quanto mais arde
Mais viva sinto!
Imagem
Esta chama que me fazes sentir
Entre arrepios de frio
e espasmos de calor.
Cabeça que rodopia
Aperto na garganta
Ausência de qualquer odor.
Lençóis desarrumados
Noite em claro
Olhos esbugalhados
Cada músculo em mim estremece!
Respiro-te ofegante
Teu toque em cada poro meu
Transpiro-te...
Nesta exalação de sensações!
Imagem
Um dia caso contigo
Com teus amores e desamores
Tuas alegrias e tristezas
Tuas dores, tuas gargalhadas
Teus arrepios, teus calores, tuas friezas
Um dia caso contigo
Num passeio junto ao mar
Por entre vales e montanhas
Estradas desertas
sem rumo, incertas
A cada nascer e pôr do sol
De mãos dadas, calados
Brilho no rosto, sorriso nos olhos,
Mudos, reina o Silêncio!
Não há palavras, nem murmúrios
Apenas troca de olhares
Um bater de corações alinhados
Em sintonia respiraremos
Seja de dor, alegria ou de prazer
E num suspiro te sussurrarei
Estou contigo,
Hoje e a cada dia,
Entre abraços e desembaraços
Nos ódios e desilusões
Nas alegrias e paixões
Uma só harmonia
Um casamento de emoções!
Imagem
São poucos aqueles que me vêem
e raros aqueles que me sentem!
Estou a aprender a deixar ir
quem escolheu ir!
E a abraçar
Quem escolheu ficar!
Imagem
Saudade
Que relembra
Aquece
Aperta
Palavras
que ficaram por dizer
Aquele abraço
que não se deu
O rosto
que não mais se beijou
A mão
que jamais nos tocará
Saudade
Que recria
Lembranças
Que se recordam com carinho
E que por isso doem!
Daquilo que dia nos pertenceu
E, solto na eternidade, desvaneceu!
Imagem
Insiste,
quem ama
Persiste
Resiste
Acredita,
quem ama
Como se...
Palavras,
fossem oceanos
Carinhos,
estradas sem fim
Paixão,
ar que respira
Abraço,
alimento para a vida
Sobrevive,
quem ama
Pelo simples e divino
Acto de Amar!

Imagem
Para onde vão
as palavras que não dizemos
os sentimentos que não entregamos
os beijos que não damos
os abraços que não sentimos
Para onde vão
as paixões que não vivemos
os dias lentos que arrastamos
as canções que não cantamos
as danças que não dançamos
Para onde vai
a vida que sonhamos e não vivemos
coração que dói mas não sente
nó na garganta que aperta mas não fala
mãos que se movem mas não tocam
palavras escritas mas nao ditas
Poesia...
Imagem
Corpos nus
entrelaçados
unidos
fundidos pela paixão
Mal se distinguem
seus odores
suados
arrepiados
envoltos em emoção
Corpos crus
que se amam
embriagados
ofegantes
famintos de desejo
Corpos vis
que se entregam
livres de pudor
ou preconceito
numa rebelião de prazer
uma guerrilha de vontades
uma batalha de espasmos
Dois corpos nus
Duas vidas cruas
Duas existências vis
Uma só alma
Viva e pura!
Imagem
Que teu desejo
Seja minha vontade
Que teus passos
não atropelem os meus
A passos largos vou
Esbracejando qualquer memória viva
Arremessando qualquer lembrança
Por entre lágrimas e risos
Semeando pelo caminho cada momento teu
Cada vez mais eu
Longe de ti
Longe do que não é meu
Imagem
Seguras-me
junto ao peito
Nada me dizes
apenas me abraças
E assim,
nessa simplicidade,
todas as minhas ânsias se desvanecem
A dor se acalma
A alma se aquece
As mãos me seguras
como se me segurasses a vida
Por momentos..
Não me sinto só
O desespero desaparece
Apenas e somente,
nesse calor amigo,
e por breves instantes..
Sinto-me segura
Inspiro paz
Expiro calma
Suspiro...
Imagem
Hoje
Arranjei o cabelo
Vesti a melhor roupa
Pintei no rosto um sorriso
E larguei porta fora
Tranquei as lembranças
Arrumei as lágrimas
A chave, essa, mandei para ti
Disse adeus aos rumores
Despedi de falsas esperanças
E parti
Hoje
Libertei,
Atirei o coração ao alto
E deixei-o voar
Leve, solto, liberto
Para, se um dia voltar
São, vivo e desperto
Calor no peito, refeito
Me possa então renovar
Imagem
Vem Amor
Deixa-me abraçar as tuas mágoas
Quero beijar as tuas lágrimas
E confortar cada choro teu
Deixa-me carregar a tua dor
Só assim saberás que sou tua
E só assim te sentirei meu
Vem Amor
Segura a minha mão
Leva-me pelos teus caminhos tortuosos
Ensina-me a amar na alegria e na dor
Engolindo a mágoa com garra
Juntos, um só
Só assim serei tua
E então serás meu
Imagem
Perdi-me por ti
mesmo antes de te conhecer
Não sabia sequer ser possível
Amar assim, sem te ver
Mais me perdi
Assim que te vi
Quis-te para mim
Mal te senti
Mais doces que tuas palavras
Teus abraços
São calor de Verão
Teus olhos
Reflexo da natureza
Aos meus que lindos são
Teus beijos
Gosto de mar
Sabor a amar
Beijo cada palavra que dizes
Abraço cada momento contigo
Muito ou pouco, fomos felizes
Meu amor, meu companheiro, meu amigo
Imagem
Olhares,
que se cruzam perdidos num horizonte
O mesmo Céu os une
O mesmo Sol os aquece
A mesma Lua os reflete
A mesma Estrela os ilumina
Corpos,
que por entre uma multidão
Se abraçam, sem mesmo se tocarem
Se reconhecem, sem sequer se olharem
Se entrelaçam, sem ao menos se sentirem
Mas que sentem,
Que algures nesse horizonte,
De alguma forma,
e sem saberem,
Se pertencem!
Imagem
Quando penso que pensei em ti
Penso que pensei mal
Pois nunca pensaste em mim
Penso que pensas mal!
Pensas que pensas,
Acreditas em tal,
Eu penso que não
Pois pensar, é sentir,
É vibrar, é presença
É não saber viver sem igual!
Vivi, pensei, me enganei
Seria possível viver, se não fosse como tal
Resisti, acreditei, desisti..
Derrotei?..
Imagem
A cada manhã, um novo recomeço
O sol que persiste em se esconder
Mas rendido,
sempre deixa escapar o seu brilho
Uma nova brisa
Que, muda e crua,
transborda de teu odor
A cada manhã, uma nova esperança
Um respiro de alívio
Um caminho incerto
Um rumo desperto
Um olhar no horizonte
Tão longe e aqui tão perto



Imagem
Lembranças
Lágrimas que caem
Seja de dor ou felicidade
Intemporais
Que vivem, resistem, persistem
Como se vida própria tivessem
Para nos relembrar
aquilo que um dia fomos
E nos transformar
naquilo que hoje somos


Imagem
Pedi ao mar que te trouxesse
A brisa faz ecoar o teu sussurro
A cada onda, um desabafo, um grito
A maresia deixa o teu perfume no ar
E o sol, esse brilho, que reflecte o teu sorriso
Pedi ao mar... E ele te trouxe num sorriso em meu olhar